quarta-feira, 11 de novembro de 2009

Dos meus plágios preferidos...

Peço licença à Mih. Não resisti e tive que postar aqui umas randômicas dela com uns trechos lindos. =)

.*. "Porque fé, quando não se tem, se inventa... para pedir, mesmo em vão, porque pedir não só é bom, mas às vezes é o que se pode fazer quando tudo vai mal... Deus, põe teu olho amoroso sobre todos os que já tiveram um amor sem nojo nem medo, e de alguma forma insana esperam a volta dele: que os telefones toquem, que as cartas finalmente cheguem... sobre todos que continuam tentando por razão nenhuma — sobre esses que sobrevivem a cada dia ao naufrágio de uma por uma das ilusões... envia teu Sol mais luminoso..." (Caio Fernando Abreu)

.*. "Vai passar, tu sabes que vai passar. Talvez não amanhã, mas dentro de uma semana, um mês ou dois, quem sabe? O verão está aí, haverá sol quase todos os dias, e sempre resta essa coisa chamada 'impulso vital'. Pois esse impulso ás vezes cruel, porque não permite que nenhuma dor insista por muito tempo, te empurrará quem sabe para o sol, para o mar, para uma nova estrada qualquer e, de repente, no meio de uma frase ou de um movimento te surpreenderás pensando algo assim como 'estou contente outra vez'." (Caio Fernando Abreu)

.*. "E aqueles que foram vistos dançando foram julgados insanos por aqueles que não podiam escutar a música." (Friedrich Nietzsche)

.*. "Afinal, a afeição que nutro por você é um fato." (Caio Fernando Abreu)

.*. "Se você não demorar muito, posso esperá-la por toda a minha vida." (Oscar Wilde)

.*. "Nos outros eu sei onde se abriga o coracão, é no peito; em mim a anatomia ficou toda louca, eu sou todo coracão." (Maiakovski)

.*. "Entre ela e Eduardo o ar tinha gosto de sábado." (Clarice Lispector)

.*. "Como bailarina de circo, uma das pernas equilibrada no fio do arame, a outra alongada no ar, as mãos inesperadamente donas do poder de iluminar as coisas, as pessoas. Não sei precisar o momento em que o fio tremeu, abalando meu corpo inteiro, e o poder fugiu. De repente precisei me movimentar mais rápido, para não cair no espaço vazio sem rede, me arrebentando sobre os cacos coloridos espalhados no chão." (Caio F. Abreu)

.*. "Daí penso coisas bobas quando, sentado na janela do ônibus, depois de trabalhar o dia inteiro, encosto a cabeça na vidraça, deixo a paisagem correr, e penso demais em você..." (Caio Fernando Abreu)


...*...
Engraçado tanto Caio F., neh!? Tudinho culpa da Mih. Me viciou! =)

2 comentários:

  1. hahaha
    Eu deixei vc viciada eu Caio, foi?
    Isso é bom!
    Amei =D
    haha
    E seu blog ficou tão lindo *-*
    Amei!
    Todo colorido. Furta cor!
    Igualzinha sua alma =)
    Combinou mesmo com vc!
    Amo vc, Branninha :*

    ResponderExcluir
  2. Que plágios mais lindos! Quer dizer.. é tudo lindo aqui.
    Branninha... acredito mesmo que o objetivo desse blog seja deixar muitos corações com essa tonalidade de felicidade..tingida de coragem. E que vai sempre agregando novos tons de esperança!

    Sabe tudo o que sinto por ti já, né flor?

    Adoro!

    Cores à vc!

    ResponderExcluir

Deixe aqui sua semente. É ela que enche de flores este lugar!
Obrigada pela visita! ^^
Seja sempre bem vindo ao Jardim.