sábado, 14 de novembro de 2009

"Enquanto houver você do outro lado, aqui do outro eu consigo me orientar..." TM


*

Hoje eu preciso do seu abraço. Que, como um laço, me agarra tão forte e me resgata. Apenas deitar-me aqui, no silêncio da tempestade, e perceber que todas as chuvas são iguais. E ouvir seu coração bater - saber que eu ainda vivo. E sua respiração compassando meus soluços invisíveis. E, vez ou outra, deixe alguma lágrima cair, que é pra regar este chão que nos segura. Mesmo que eu não o sinta mais sob meus pés.

Branna Lorenna

2 comentários:

  1. Lindo, lindo... E quer saber mais?


    LINDO!

    Beijos :*

    ResponderExcluir
  2. E eu venho me surpreendendo..

    sempre e cada vez mais.

    Intensidade à flor da pele. Vc traduz muitos silêncios meus em poesia, flor!

    Linda!

    Cores... muitas cores à vc!

    ResponderExcluir

Deixe aqui sua semente. É ela que enche de flores este lugar!
Obrigada pela visita! ^^
Seja sempre bem vindo ao Jardim.