terça-feira, 1 de dezembro de 2009



Querido Deus,

(…)

Leva-me… Mesmo sem eu merecer. Leva-me aonde é difícil chegar pelas pedras na estrada ou pelo descrédito de que consigo. Acreditas em mim e por mim. Acreditas que chegarei quando nem sequer saí do lugar. Dás o primeiro passo sempre… para me inspirar confiança e certeza da Tua presença no caminho. Vês além quando estou confusa com os obstáculos ou cansada pelo sol. És também a minha sombra. Tudo o que eu sou ainda é sempre pouco se contemplo ligeiramente quem Tu és. Se me detenho em Ti, desapareço, pois Tua imensidão me toma e completa. E daí vem à súplica: Mesmo sem eu merecer, não desistas de mim. Se bem, que eu mesma sei que nunca desistirias, afinal desistir não é próprio de um amor como o teu. Gratuito.

Ousaria roubar as palavras de Camões para dizer-Te que se “amar é um estar-se preso por vontade”, prende-me a Ti com os laços da tua amizade fiel, da tua alegria constante, prende-me no teu abraço que renova, na tua Palavra que conforta, no teu Olhar que desarma, no Teu silencio que fala.

Leva-me…

Confio em Ti!

Com carinho: Alice

*

Texto lindo da Licinha, que - como sempre - toca profundo com esta sensibilidade.
É do http://gizcolorido.wordpress.com/

Um comentário:

  1. Ei.. eu fico bem feliz de saber que pude de certa forma externar a voz silenciosa do seu coração, Branna. Na verdade.. essa é bem a prece de todos aqueles que querem ardentemente acertar na vida né?
    E quando a gente descobre Deus, percebemos que nunca estamos sós no caminho.

    Força e esperança flor!

    Preces e corações unidos! :)

    Beijos!

    ResponderExcluir

Deixe aqui sua semente. É ela que enche de flores este lugar!
Obrigada pela visita! ^^
Seja sempre bem vindo ao Jardim.