terça-feira, 16 de fevereiro de 2010

"No fim tu hás de ver que as coisas
mais leves são as únicas
que o vento não conseguiu levar:
um estribilho antigo,
um carinho no momento preciso,
o folhear de um livro de poemas,
o cheiro que tinha um dia,
o próprio vento..."


Mário Quintana

4 comentários:

  1. Saudades que eu tava de vir ver tamanha sensibilidade da alma de uma Flor*

    Beijos, moça bonita!

    ResponderExcluir
  2. Encantada, encantada, encantada!
    Adorei o Blog!
    tô seguindo beijinhos!

    ResponderExcluir
  3. Sempre adorei esse pensamento do Quintana!

    Vc é leve... e por isso permanece! =)

    Saudade do tamanho do universo...

    Beijooo!

    ResponderExcluir

Deixe aqui sua semente. É ela que enche de flores este lugar!
Obrigada pela visita! ^^
Seja sempre bem vindo ao Jardim.