segunda-feira, 29 de março de 2010

"Sim, afligia muito querer e não ter. Ou não querer e ter. Ou não querer e não ter. Ou querer e ter. Ou qualquer outra dessas combinações entre os quereres e os teres de cada um, afligia tanto."

Caio Fernando Abreu
"Quero ver as cores que tu vês,
Para saber a dança que tu és,
Quero ser o vento que te faz,
Quero ser do espaço onde estás."



Tiago Bettencourt

vara o dia
varrendo a noite
cata um sonho
sonha um vento
algo que fique
por pouco
por muito pouco
um cisco que seja
algo que signifique.
Alice Ruiz (Vice Versos)


''Porque você é exatamente o que eu quero,
eu sou exatamente o que você quer,
mas as nossas exatidões não funcionam numa conta de mais. ''

Tati Bernadi

"Genial é o riso do momento, no exato instante em que ele se dá."

Alice Viveiros de Castro (Elogio da Bobagem)

domingo, 28 de março de 2010

“Creio que aqueles que mais entendem de felicidade são as borboletas e as bolhas de sabão…
Ver girar essas pequenas almas leves, loucas, graciosas e que se movem é o que, de mim, arrancam lágrimas e canções.
Eu só poderia acreditar em um Deus que soubesse dançar.
E quando vi meu demônio, pareceu-me sério, grave, profundo, solene.
Era o espírito da gravidade. ele é que faz cair todas as coisas.
Não é com ira, mas com riso que se mata. Coragem!
Vamos matar o espírito da gravidade!
Eu aprendi a andar. Desde então, passei por mim a correr.
Eu aprendi a voar. Desde então, não quero que me empurrem para mudar de lugar.
Agora sou leve, agora vôo, agora vejo por baixo de mim mesmo, agora um Deus dança em mim!”

Friedrich Nietzsche (Assim falava Zaratustra)

Borboleta parece flor
Que o vento tirou pra dançar
Flor parece a gente
Pois somos semente do que ainda virá
O Teatro Mágico

quarta-feira, 24 de março de 2010



do abraço

durante um abraço se comem duas mil e oitocentas picocas. as pipocas já nem se esquentam mais. agrava-se então a ausência dos pais. quando é abraço é porque os corpos resolvem se beijar. cheiro. cheiro. cheiro. ar. quando os corpos se beijam. as bocas nem se esquentam mais. intáctas. beijos dos cérebros. sais minerais. os olhos não vêem. as lentes reclamam. os cheiros se amam e fazem carinho. durante um abraço se come um saco de doces azedinhos. assim como um beijo. agridoce. que mesmo assim que fosse. necessário não seria. quando é abraço é porque os corpos resolver se beijar. beijo de silêncio. beijo de segredo. beijo de alegria.
Scapin
"Todo jardim começa com uma história de amor, antes que qualquer árvore seja plantada ou um lago construído é preciso que eles tenham nascido dentro da alma. Quem não planta jardim por dentro, não planta jardins por fora e nem passeia por eles."

Rubem Alves


***

Só pra lembrar como este Jardim surgiu.
*
Plantemos jardins em nós!

"Deus é alegria. Uma criança é alegria. Deus e uma criança têm isso em comum: ambos sabem que o universo é uma caixa de brinquedos. Deus vê o mundo com os olhos de uma criança.Está sempre à procura de companheiros para brincar."
Rubem Alves

"Nem era preciso dizer que não era preciso dizer: Eu era o teu lado esquerdo e tu eras o meu lado direito."
Caio Fernando Abreu

“Se perder um amor, não se perca!
Se o achar, segure-o!
Circunda-se de rosas, ama, bebe e cala.
O mais é nada".
Fernando Pessoa
"As pessoas suportam tudo, as pessoas às vezes procuram exatamente o que será capaz de doer ainda mais fundo, o verso justo, a música perfeita, o filme exato, punhaladas revirando um talho quase fechado, cada palavra, cada acorde, cada cena, até a dor esgotar-se autofágica, consumida em si mesma, transformada em outra coisa que não saberia dizer qual era."

Caio Fernando Abreu







“Mas eu sabia ― embora, obstinado, recusasse a convicção até o último minuto ―, sabia que seu olhar ultrapassava roupa, pele, carne, músculos e ossos para fixar-se num compartimento remoto, cujo conteúdo eu mesmo desconhecesse.”
Caio Fernando
"Ser feliz sem motivo é a mais autêntica forma de felicidade."

Drummond

segunda-feira, 22 de março de 2010


"o tempo, subitamente solto pelas ruas e pelos dias,
como a onda de uma tempestade a arrastar o mundo,
mostra-me o quanto te amei antes de te conhecer.
eram os teus olhos, labirintos de água, terra, fogo, ar,
que eu amava quando imaginava que amava. era a tua
a tua voz que dizia as palavras da vida. era o teu rosto.
era a tua pele. antes de te conhecer, existias nas árvores
e nos montes e nas nuvens que olhava ao fim da tarde.
muito longe de mim, dentro de mim, eras tu a claridade."

José Luís Peixoto

domingo, 21 de março de 2010

Nada sei dessa vida
Vivo sem saber
Nunca soube, nada saberei
Sigo sem saber...

Que lugar me pertence
Que eu possa abandonar
Que lugar me contém
Que possa me parar...

Sou errada, sou errante
Sempre na estrada
Sempre distante
Vou errando
Enquanto o tempo me deixar...

Composição: Paula Toller/George Israel

Obrigada, Miihzinha, meu xuxu!

quinta-feira, 18 de março de 2010

Fiz uma canção
Pra declarar minha saudade
Do tempo em que a alegria dominou meu coração
Eu era bem feliz
Mas desabou a tempestade
Levando um lindo sonho pelas águas da desilusão
Eu fiz uma canção
Pra declarar minha saudade
Usei sinceridade que
Me dá certeza que você
Quando ouvir o meu cantar,
Vai se lembrar que deixou
Do lado esquerdo do meu peito essa dor
Que tá difícil de curar
Tenho certeza que você
De onde ouvir
Meu soluçar em forma de uma canção
Vai se lembrar que nosso amor é tão bom
E que pra sempre vai durar
Composição: Jr. Dom / Arlindo Cruz

Que o breve seja de

um longo pensar.

Que o longo seja de

um curto sentir.


Que tudo seja leve de

tal forma que o tempo nunca leve.


Alice Ruiz

quarta-feira, 17 de março de 2010

"All you need is love, eu tenho tatuado!
O amor é fundamental.
O amor é o principio, é o êxtase, é a eliminação do ego, é quando você enxerga o outro não como um jogador.
É quando você começa a olhar junto pras mesmas coisas, com a mesma delicadeza, e as coisas ficam tão melhores com o amor.
O amor é fundamental.
O amor é a primeira coisa. É o começo do resto."

Fernanda Young

Desaprender os limites

“Sou do outro mundo para me espiar em segredo.
A loucura é quando não basta a liberdade para ser livre.
Meus olhos ficam gratos quando o fogo acena e penso que é comigo.
Por piedade, não me deixe viver o que posso, que me seja
permitido desaprender os limites.”
Carpinejar

terça-feira, 16 de março de 2010



'a água que cai do céu
através da chuva,
um dia volta para lá
a vida está sempre rodando
dando voltas
deixando tudo fora do lugar

o amor que eu tenho não é pouco
embora o anel tenha quebrado
muito do amor sobrou
e num rodopio,
numa dança em círculos
uma bailarina há de representar o amor
saltando por todo canto
de forma que todos poderão enxergar
que você esteja de pé com a dúvida
ou até mesmo com a fé

pois quando o espetáculo findar
ainda há de sentir
o amor em você circulando
e com um pouco de amor no peito
ainda que não acredite
acabará compartilhando ...'



Débora Paixão

segunda-feira, 15 de março de 2010


'Charlie Brown - O que se pode fazer quando você não se encaixa no mundo?
Lucy – Me siga, quero mostrar uma coisa para você. (chegam no alto de uma montanha) Vê o horizonte lá? Vê como o mundo é grande? Vê quanto espaço tem para todo mundo? Vê algum outro mundo?
Charlie Brown – Não
Lucy – Até onde sabemos esse é o único mundo que existe, certo?
Charlie Brown – Certo.
Lucy – Você nasceu nesse mundo, certo?
Charlie Brown – Certo.
Lucy – Então viva nele! Cinco centavos pela consulta, por favor.'

domingo, 14 de março de 2010

Há de tocar a vida mesmo que o corpo seja mais lento e menos obediente. Não que eu não deixe de sentir, eu não me excluo de sentir nada. Mas eu não sinto somente isso. Não construirei arquibancadas para o grito. Dispenso a exclusividade. Apenas não posso me sentar e me esbaldar na cama no escuro, penarei de pé, andando apressado pelos corredores, girando pelas salas, conversando suspirado, misturando as lembranças boas com as ruins. Não me fixarei no problema para odiar alguém. Sou contrário a mobilizar nossas forças e nossa disciplina para não ter dúvidas. Eu adoro as dúvidas. As dúvidas regeneram as verdades. Uma verdade parada não é paz, é abandono.

Carpinejar
"fingir que está tudo bem: o corpo rasgado e vestido com roupa passada a ferro, rastos de chamas dentro do corpo, gritos desesperados sob as conversas: fingir que está tudo bem: olhas-me e só tu sabes: na rua onde os nossos olhares se encontram é noite: as pessoas não imaginam: são tão ridículas as pessoas, tão desprezíveis: as pessoas falam e não imaginam: nós olhamo-nos: fingir que está tudo bem: o sangue a ferver sob a pele igual aos dias antes de tudo, tempestades de medo nos lábios a sorrir: será que vou morrer?, pergunto dentro de mim: será que vou morrer?, olhas-me e só tu sabes: ferros em brasa, fogo, silêncio e chuva que não se pode dizer: amor e morte: fingir que está tudo bem: ter de sorrir: um oceano que nos queima, um incêndio que nos afoga."

José Luís Peixoto
Quadrado Mundo

Este teu monitor é o quadrado mundo que impede o navegante de ir além-mar. Fosse redondo eu poderia entrelaçar os meus dedos nos teus ou, quem sabe, buscar o horizonte onde divisam teus olhos. Mas nem os olhos me fariam alcançar, pois como as vidas, escondidas, que amanhecem e entardecem além do olhar, um abraço não se enxerga e sonhos um olhar não conta. Ao mundo que ultrapassa o além-mar dos teus olhos: abraçar é preciso.
Rita Apoena

sexta-feira, 12 de março de 2010

quarta-feira, 10 de março de 2010


'Eu perdi o meu medo
O meu medo, o meu medo da chuva
Pois a chuva voltando
Pra terra traz coisas do ar'
Raul Seixas

sábado, 6 de março de 2010


"É preciso inventar de novo o amor"
Vinicius de Moraes
"Feito essa gente que anda por aí
Brincando com a vida
Cuidado, companheiro!
A vida é pra valer
E não se engane não, tem uma só
Duas mesmo que é bom
Ninguém vai me dizer que tem
Sem provar muito bem provado
Com certidão passada em cartório do céu
E assinado embaixo: Deus
E com firma reconhecida!
A vida não é brincadeira, amigo

A vida é arte do encontro
Embora haja tanto desencontro pela vida"



Vinicius de Moraes

quarta-feira, 3 de março de 2010



minuto a minuto
quis um dia
todo azul
no teu dia
meu querer
quero crer
azulou
teu dia a dia
tudo
que podia
Alice Ruiz
(Dois em Um)

'Penso: talvez o céu seja um mar grande de água doce e talvez a gente não ande debaixo do céu mas em cima dele; talvez a gente veja as coisas ao contrário e a terra seja como um céu e quando a gente morre, quando a gente morre, talvez a gente caia e se afunde no céu.'

José Luís Peixoto
'Aquela loucura de flores e cores do lado de fora era a vitória dela.'

Caio Fernando Abreu

**

Para a Marilinha, que sempre passeia pelo Jardim...