quarta-feira, 17 de março de 2010


Desaprender os limites

“Sou do outro mundo para me espiar em segredo.
A loucura é quando não basta a liberdade para ser livre.
Meus olhos ficam gratos quando o fogo acena e penso que é comigo.
Por piedade, não me deixe viver o que posso, que me seja
permitido desaprender os limites.”
Carpinejar

Um comentário:

  1. A imagem é liiinda, flor *--* Roubei! rsrsrs
    E esse poema é lindo >)
    Adoro o Carpinejar!
    Beijokas, bonequinha =*

    ResponderExcluir

Deixe aqui sua semente. É ela que enche de flores este lugar!
Obrigada pela visita! ^^
Seja sempre bem vindo ao Jardim.