segunda-feira, 27 de setembro de 2010


Eu encontrei quando não quis
Mais procurar o meu amor
E quanto levou foi pr'eu merecer
Antes um mês e eu já não sei

E até quem me vê lendo o jornal
Na fila do pão, sabe que eu te encontrei
E ninguém dirá que é tarde demais
Que é tão diferente assim
Do nosso amor a gente é que sabe, pequena

Ah vai!
Me diz o que é o sufoco que eu te mostro alguém
Afim de te acompanhar
E se o caso for de ir à praia eu levo essa casa numa sacola

Eu encontrei e quis duvidar
Tanto clichê deve não ser
Você me falou pr'eu não me preocupar
Ter e ver coragem no amor

E só de te ver eu penso em trocar
A minha TV num jeito de te levar
A qualquer lugar que você queira
E ir onde o vento for
Que pra nós dois
Sair de casa já é se aventurar

Ah vai, me diz o que é o sossego
Que eu te mostro alguém afim de te acompanhar
E se o tempo for te levar
Eu sigo essa hora e pego carona pra te acompanhar


Rodrigo Amarante



sábado, 25 de setembro de 2010

"A madeira da qual Pinóquio foi esculpido é a própria humanidade."

Benedetto Croce

domingo, 19 de setembro de 2010

Vermelho abaixo
Vagaroso, acho
Que a dor é assim,
Dessa cor
Do rubor, da raiva
Mas no fim de tudo
Poesia é só palavra.
O que eu sinto mesmo
Ou o que diz que sente
Ou que pode sentir
Fica quietinho,
Mudo, parado.
Tentando inexistir.
Se não é de palavra
Que essa dor é feita
Melhor que assim não ouço
E a vida então se ajeita
Nem sequer falar eu deveria
Então eu finjo que não disse
Você finge que não leu
Ela finge que já foi
Ou que nunca apareceu.


Débora Paixão, do http://tudoqueficanoar.blogspot.com/
Faz de contas que a sua alma é um útero. Ela está grávida. Dentro dela há um feto que quer nascer. Esse feto que quer nascer é o seu sonho. Quem engravidou a sua alma eu não sei. Acho que foi um ser de um outro mundo... Imagino que o tal de “Big-Bang“ a que se referem os astrônomos foi Deus ejaculando seu grande sonho e soltando pelo vazio milhões, bilhões, trilhões de sementes. Em cada uma delas estava o sonho fundamental de Deus: um jardim, um Paraíso... Assim, sua alma está grávida com o sonho fundamental de Deus...


Mas toda semente quer brotar, todo feto quer nascer, todo sonho quer se realizar. Sementes que não nascem, fetos que são abortados, sonhos que não são realizados, se transformam em demônios dentro da alma. E ficam a nos atormentar. Aquelas tristezas, aquelas depressões, aquelas irritações - vez por outra elas tomam conta de você – aposto que são o sonho de jardim que está dentro e não consegue nascer. Deus não tem muita paciência com pessoas que não gostam de jardins...
 
 
Rubem Alves

sexta-feira, 17 de setembro de 2010

Olha
Será que ela é moça
Será que ela é triste
Será que é o contrário
Será que é pintura
O rosto da atriz

Se ela dança no sétimo céu
Se ela acredita que é outro país
E se ela só decora o seu papel
E se eu pudesse entrar na sua vida

Olha
Será que ela é de louça
Será que é de éter
Será que é loucura
Será que é cenário
A casa da atriz

Se ela mora num arranha-céu
E se as paredes são feitas de giz
E se ela chora num quarto de hotel
E se eu pudesse entrar na sua vida

Sim, me leva pra sempre, Beatriz
Me ensina a não andar com os pés no chão
Para sempre é sempre por um triz
Aí, diz quantos desastres tem na minha mão
Diz se é perigoso a gente ser feliz

Olha
Será que é uma estrela
Será que é mentira
Será que é comédia
Será que é divina
A vida da atriz
Se ela um dia despencar do céu
E se os pagantes exigirem bis
E se o arcanjo passar o chapéu
E se eu pudesse entrar na sua vida


Beatriz  by Edu Lobo e Chico Buarque

domingo, 12 de setembro de 2010



Somewhere I have never travelled, gladly beyond
any experience, your eyes have their silence:
in your most frail gesture are things which enclose me,
or which i cannot touch because they are too near
Your slightest look easily will unclose me
though i have closed myself as fingers,
you open always petal by petal myself as Spring opens
(touching skilfully, mysteriously) her first rose
Or if your wish be to close me, I and
my life will shut very beautifully, suddenly,
as when the heart of this flower imagines
the snow carefully everywhere descending;
Nothing which we are to perceive in this world equals
the power of your intense fragility: whose texture
compels me with the color of its countries,
rendering death and forever with each breathing
(I do not know what it is about you that closes
and opens; only something in me understands
the voice of your eyes is deeper than all roses)
nobody, not even the rain, has such small hands


E. E. Cummings - Somewhere I have never travelled, gladly beyond

**
Tradução para o português feita por Augusto de Campos

sábado, 11 de setembro de 2010

Black Pixel Project



Atualmente qualquer iniciativa para minimizar o impacto das emissões de CO2 é válida.
No Black Pixel Project, o esforço tem o tamanho de alguns pixels.
Ao instalar um pequeno quadrado negro no monitor*, as pessoas estarão economizando energia. E essa energia, somada a energia dos Black Pixels de outras pessoas pode fazer uma grande diferença.

* Este projeto é válido para monitores de tubo ou plasma.

Acesse: http://www.greenpeaceblackpixel.org/#/pt e saiba mais!

''... É sol que agora nasce onde antes era chuva.
E um arco íris como um aviso do céu:
É proibido não ter esperanças, só porque é setembro."


Cris Carvalho

**
Presente da Maribela ^^

quinta-feira, 9 de setembro de 2010


"Sobre tudo o que se deve guardar,
guarda o teu coração,
porque dele procedem as fontes da vida."


Prov. 4:23

O arco-íris




tem pessoas que lembram cores

e cores q lembram pessoas

e quando a ordem nao importa

as pessoas viram arco iris...


ps.:feito pra tanta gente que eu nao consigo dedicar

terça-feira, 7 de setembro de 2010

Happy Birthday

Nuvem nada

Um dia essa nuvem deságua.
Um dia volta ao seu lugar.
A chuva é o retorno d'água
que cansou de evaporar...
O tempo está fechado,
mas eu decidi me abrir.
Só chuvas insistentes
é que gostam de cair...

Débora Paixão
 
**
Hoje um dos meus blogs preferidos 'faz anos', como diria vovó.
Pra quem ainda não o conhece, vale a pena seguir: http://tudoqueficanoar.blogspot.com/

Parabéeens, Paixão!

FELICIDADES!


Tem gente que nao sabe o que é um bonsai!
eu além de saber sou amiga de um!
um bonsai lindo,colorido,florido e cheio de amor!
vocês a conhece porque ela idealizou esse blog!
e hoje é um dia de festa para meu pequeno bonsai!
hoje completa mais um ano que Deus nos concedeu a honra de podermos admirar esse bonsaizinho aqui na terra,bem de perto e de desfrutarmos da sombra boa que ele faz para podermos descansarmos e essa sombra boa e esse blog tao lindo!
Branninha feliz aniversario!
continue sempre florida
e florescendo para nos!
te amo
te amamos!
eu digo em meu nome e em nome de todos
"No dia do meu aniversário os números vão mudar, como mudam no rodômetro, aquele aparelhinho no painel do carro que marca a quilometragem. Está lá “67“ e aí, de repente, o “7“ dá um pulo e o “8“ aparece no seu lugar. Esse é um jeito de marcar o tempo, contando os números.
Jeito bobo. Os números não dizem nada. Há um verso sagrado que diz: "Ensina-me a contar os nossos dias de tal maneira que alcancemos corações sábios". Muita gente envelhece sem ficar sábio. O que é um sábio? Sábio não é quem sabe muito. Sábio é quem come a vida como se ela fosse um fruto saboroso. O sábio presta atenção nos prazeres e alegrias de cada momento. E o que dá prazer e alegria não são coisas grandes, festas com bolo, bexigas e presentes. O que dá alegria são coisas pequenas. Por exemplo: brincar com um cachorrinho. Balançar num balanço. Andar na água fria de um riachinho. Ver um ipê florido. Ler um livro. Armar um quebra-cabeças. Ver fotografias antigas."

Rubem Alves

segunda-feira, 6 de setembro de 2010

sexta-feira, 3 de setembro de 2010

quarta-feira, 1 de setembro de 2010


Que eu nunca me esqueça de como voar.
Voar com as forças do bem ...
voar com as belezas de dentro.

Cris Carvalho


**
Obrigada, Maribela, por me ajudar a cuidar do jardim! ^^ Bjoooo!