segunda-feira, 24 de janeiro de 2011

A menina cor-de-rosa

Era uma vez uma menininha cor–de-rosa que vivia na concha furta-cor de um caracol e ousou empreender viagem para além dos seus limites. Conheceu serpentes corais, flores amarelas, insetos vermelhos, animais verdes, homenzinhos azuis. Cada um com quem se encontrava profundamente lhe transformava, modificava sua cor, fazia-a viver milhões de emoções em um só dia.
Aprendeu a pensar com o coração, agir com a emoção e vencer com o amor. Aprendeu a hospedar pessoas em seu próprio ventre e a ter paciência para esperar nascer. Aprendeu a dar asas, ensinar a voar e deixar partir. Transformou em luz e sorriso as dores e incompreensões que carregou na alma e aprendeu a ter sempre à disposição um ombro forte a oferecer.
E foi assim que a menininha cor-de-rosa se descobriu mulher e foi morar no arco-íris.

[Desconheço o autor]

Um comentário:

Deixe aqui sua semente. É ela que enche de flores este lugar!
Obrigada pela visita! ^^
Seja sempre bem vindo ao Jardim.