terça-feira, 25 de janeiro de 2011

sempre no Tom...

"Muito se disse que sua música era inspirada no cool jazz e no bebop americano. É outra meia verdade. Tom ouvia jazz no rádio nos anos 50 como todo mundo, mas não era seu tipo de música predileta. Preferia os standards da orquestra de Glenn Miller às experimentações de Charlie Parker. Suas influências, segundo ele próprio, eram Debussy, Villa-Lobos, Stravinsky e Chopin. Não é difícil comprovar que Tom, dessa vez, estava dizendo a verdade. Uma de suas composições mais famosas, Insensatez, é incrivelmente parecida com o Prelúdio em Mi Menor, Opus 28, de Chopin, a ponto de ser possível tocar uma música com o acompanhamento da outra. O próprio Tom gostava de dizer que a inspiração para Samba de uma Nota Só não era o famoso ostinato de Night and Day, mas outro prelúdio de Chopin, o em Ré Bemol, conhecido como Prelúdio da Gota d'água. Seus acordes sobrepostos vêm de Debussy, que, assim como Chopin, brincava com acordes dissonantes numa época em que o jazz nem sonhava existir.
(...)
 Tom fica na história não como um Beethoven de segunda, mas como um Tom Jobim de primeira, o número 1 na especialidade a que se dedicou: seduzir e fascinar as platéias com excelente música popular, essa arte da banalidade que umas poucas vezes atinge o nível do sublime."


Revista Veja - Triste é viver sem Tom Jobim, 14 de dezembro de 1994



**

Grande. Compositor. Cantor. Maestro. BRASILEIRO.

Um comentário:

  1. Menina, seu jardim ta lindo demais!
    Com flores muitas :)

    Amei aqui.

    Beijocas, Branninha =*

    ResponderExcluir

Deixe aqui sua semente. É ela que enche de flores este lugar!
Obrigada pela visita! ^^
Seja sempre bem vindo ao Jardim.