segunda-feira, 18 de abril de 2011

Meu amor passarinho


Pousa em meu ombro
e canta baixinho,
Notas graves e agudas,
Amor passarinho.
Dois bicudos não se beijam,
mas eu sou outro bichinho.
Venha cantar para mim,
Amor passarinho.
Como sempre, bem calminho,
que meu caminho é no chão,
mas o seu é livre e sozinho.
Passarinho é mesmo bonito
quando voa no céu azulinho.
Se quiseres voltar um dia,
para cantar no meu ouvidinho,
hei de esperar-te sorrindo,
Meu amor passarinho...


Débora Paixão

2 comentários:

Deixe aqui sua semente. É ela que enche de flores este lugar!
Obrigada pela visita! ^^
Seja sempre bem vindo ao Jardim.