segunda-feira, 21 de novembro de 2011

Além Alma
                                                                                                                                  (uma grama depois)


Meu coração lá longe
faz sinal que quer voltar
Já no peito trago em bronze
NÃO HÁ VAGA NEM LUGAR
Pra que me serve esse negócio
que não cessa de bater?
Mais parece um relógio
que acabar de enlouquecer
Pra que é que eu quero quem chora,
se estou tão bem assim,
e o vazio que vai lá lá fora
cai macio dentro de mim?


Leminski

Um comentário:

  1. Leminskão!
    Tenho me deparado com tanta coisa boa por aqui!
    Obrigado pelas palavras!
    =)

    ResponderExcluir

Deixe aqui sua semente. É ela que enche de flores este lugar!
Obrigada pela visita! ^^
Seja sempre bem vindo ao Jardim.