quarta-feira, 17 de outubro de 2012


Não havíamos marcado hora, não havíamos marcado lugar. E, na infinita possibilidade de lugares, na infinita possibilidade de tempos, nossos tempos e nossos lugares coincidiram. E deu-se o encontro.

Rubem Alves 

*
Você estava usando um terno comum, vestido para o trabalho no escritório, com um cabelo incrivelmente bagunçado. Eu era a garota de cabelos castanhos encaracolados e blusa com estampa de cavalos. Estávamos naquele momento constrangedor em que dois estranhos ficam em vai-e-vem, tentando avançar e, ao mesmo tempo, atrapalhando o caminho um do outro. Foi então que você me tirou para uma mini-valsa no meio dos transeuntes irritados, em pleno horário de almoço. Gostaria de entender esse momento agora: duas pessoas partilhando de um segundo delicado em um dia que não tinha correspondido aos planos. Mas quando isso aconteceu, eu tinha apenas vinte-e-poucos anos e era desajeitada demais. Na hora, eu só franzi a testa e fui embora rápido, esperando que ninguém tivesse notado. Obrigada por transformar aquele dia em algo especial.


*
Ilustração e texto lindos do livro Missed Connections, de Sophia Blackall. Neste projeto, Sophia representa histórias de amor improváveis, momentos rápidos e únicos que são capazes de parar o tempo. Em suas próprias palavras:
"Every day hundreds of strangers reach out to other strangers on the strength of a glance, a smile or a blue hat. Their messages have the lifespan of a butterfly. I'm trying to pin a few of them down."

Para ler o texto original em inglês é só clicar aqui



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe aqui sua semente. É ela que enche de flores este lugar!
Obrigada pela visita! ^^
Seja sempre bem vindo ao Jardim.